Apicultura na caatinga

By | quarta-feira, agosto 25, 2010 Deixe um comentário

A caatinga apesar de ser um local ignorado pela imensa maioria dos brasileiros que acham que de riqueza o Brasil só tem a Amazônia, já que estudo sobre esse ecossistema é escasso e quando tem geralmente são de pesquisadores do exterior. Então vejamos mais uma atividade que pode ser desenvolvida nesse local de plantas tão singulares como: marmeleiro, caatingueira, cabeça de veio, jitirana, jurema dentre outras, todas são plantas que propiciam a fabricação do mel pelas abelhas, mas que são desprezadas pelos agricultores talvez por falta de conhecimento e por que não de políticas publicas também, pois o mel apesar de ser um alimento saboroso e muito rico em nutrientes não é muito consumido no Brasil talvez por isso haja o desinteresse por esse produto, mas não é só de mel que vive a apicultura.

O mel foi à primeira substância adoçante conhecida da antiguidade, segundo a bíblia, era uma das duas dádivas da Terra da Promissão (a outra era o leite). A apicultura que é a criação de abelhas melíferas (produzem mel), já é praticada há muito tempo, os egípcios documentaram isso pela primeira vez no ano 2600 a.C, por meio de inscrições funerárias nas pirâmides. A criação de abelhas no sertão nordestino é um negócio que pode e deve dar certo, pois da criação de abelhas derivam uma serie de produtos como: mel, própolis, cera, pólen, apitoxina isso sem falar que a abelha é uma agente polinizadora que beneficia e muito as lavouras. Quando o sertanejo despertar para riqueza que tem em suas mãos a desigualdade que existe poderá reduzir e a apicultura é só a ponta do iceberg.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial