Apodi um gigante adormecido

By | domingo, setembro 05, 2010 Deixe um comentário

Situada no sertão potiguar a cidade de Apodi é rica em recursos naturais, mas não despertou ainda para o crescimento econômico e social. Ao chegar a Apodi nos deparamos com uma lagoa muito grande (uma das maiores do RN) e que não é aproveitado o seu potencial pelo contrario está abandonada, a região da chapada do Apodi apesar da riqueza do calcário e do petróleo sofre em épocas de inverno com a condição das estradas, apesar da presença da barragem de santa cruz (2º maior reservatório hídrico do estado) muitas localidades sofrem com a falta de água, a região do vale onde se concentra a atividade agrícola também sofre com as estradas. O lajedo de soledade presente no município é um dos maiores tesouros arqueológicos do Brasil com pinturas rupestres e fósseis e é onde se encontra também a maior caverna do estado a do roncador. Com todo esse potencial era de se esperar uma cidade rica onde não encontrássemos pessoas pedindo esmola na rua, que tivesse uma universidade, que houvesse saneamento básico, que tivéssemos um representante na assembleia legislativa, falta também um parque industrial será que é utopia pensar em tudo isso? Com certeza não, porque conheço cidades que não tem metade das riquezas naturais de Apodi, mas tem tudo que ela poderia e deveria ter. Resumindo temos água em abundância, solo fértil, petróleo, calcário, potencial turístico e continuamos pobres? O que está errado? Talvez a frase de Antônio Aleixo (poeta português) nos dê uma pista: “Há tantos burros mandando em homens de inteligência que, às vezes, fico pensando que a burrice é uma ciência”. Pense nisso.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial