Como surgiu o pit bull

By | quinta-feira, novembro 04, 2010 19 comments




Ele tem 55 cm de altura, mas apesar de ser baixinho causa pânico quanto está solto nas ruas. O pitbull foi criado pelo homem para ser um cão de briga e essa raça de cão é banida em sete países devido a sua agressividade. A história do pit bull começa na Inglaterra, no século XVIII, quando espetáculos semelhantes às touradas eram muito populares, usavam-se cães para enfrentar touros (os bull dogs), até que foi proibido e a partir daí começou a luta entre dois cães (a famosa rinha). Os Bull dogs que eram utilizados contra os touros para rinha não servia, então foi criado o primeiro descendente do pit bull era o bull terrier cruzamento de bull dog com terrier, a partir daí começaram os cruzamentos sempre buscando um animal adaptado a rinha, como até hoje essa raça não tem um padrão definido, então ela não é reconhecida pela Federação Cinológica Internacional.  
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

19 comentários:

  1. e mais o bull e uma raça bem bonita e pessoas que fassen isso com esse animal eles sim tem que ser banido da do nosso meio isso eu tenho certesa

    ResponderExcluir
  2. acho que voce esta muito enganado sobre nao ter um padrao definido ,nesse trecho voce ja se contradiz sobre nao ter padrao definido ''Ele tem 55 cm de altura'' tem muitos padroes mas mesmo se eu citar todos vc nao iria abrir sua cabeçinha pra entendelos (y #vaciloem

    ResponderExcluir
  3. concordo com vcs eticavet meu pai é veterinario ele entem de disso eu sou vizinha de uma pitt bull femea ela é muito agressiva por isso o portão so fica fechado e tambem eu tenho a lilica a minha cadelinha bace a gente fica dela por que o dono da pitt bull solta as vesses na rua parra ela fazer as nessesidades dela


    bjus obrigado por me ouvir

    ResponderExcluir
  4. vejam o famoso BIGDOG que esta sendo desenvolvido pelos americanosvejam o famoso BIGDOG que esta sendo desenvolvido pelos americanos

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho uma cadela Rotvale que criou sete filhotes de pitbull, são uma gracinha, mas c/ tantos casos de ataque de pitbull morro de medo que no futuro eles fiquem violênto.....

    ResponderExcluir
  6. O cachorro eh a imagem de seu dono neh =/

    ResponderExcluir
  7. adoro essa raça,nao tenho preconceite acho que eles só sao violentos com quem é com eles eu tinha um mais ele morreu sinto muita falta mais vou criar outro eles sao uns amores

    ResponderExcluir
  8. gostei muito do teu blog, tá super......comecei a estudar vet tem pouco tempo e to adorando....

    ResponderExcluir
  9. Esses cachorros são muito especiais, só quem já teve um sabe que eles são os animais mais leais e amorosos com seus donos.
    As características essenciais do American Pit Bull Terrier (APBT), segundo o Padrão Oficial da Raça, são a resistência e auto-confiança. A raça gosta de agradar e é cheia de entusiasmo. O APBT é um excelente cão de companhia e é notável o seu amor por crianças. Pode ter o focinho reto ou curvo, predominando o primeiro.
    Pelo fato de a maioria dos APBTs apresentarem certo nível de agressividade contra outros cães, bem como pelo fato de o seu físico ser poderoso, a raça necessita de proprietários que os sociabilizem cuidadosamente e que treinem para obediência os seus cães. São cães com um alto nível de energia, não devendo assim ficarem presos num espaço pequeno, muito menos em correntes.
    A agilidade da raça torna-a num dos mais capazes caninos, portanto um muro alto é necessário para a raça. O APBT não é a melhor escolha para os que procuram cães de guarda por ser extremamente amigável mesmo com desconhecidos. Comportamento agressivo para com o ser humano não é característico da raça, portanto isso é extremamente indesejável. A raça sai-se muito bem em eventos e exposições pelo seu alto grau de inteligência e pela sua vontade de trabalhar.
    O APBT movimenta-se com uma atitude confiante e vivaz, oferecendo a impressão de que espera a qualquer minuto ver algo novo e excitante. Quando trota, a sua movimentação não demonstra esforço, é suave, poderoso e bem coordenado, mostrando bom alcance dos dianteiros e boa propulsão dos posteriores. Em movimentação, o dorso permanece nivelado, apresentando apenas uma leve flexão que indica elasticidade. Visto de qualquer lado, as pernas não se viram nem para dentro nem para fora e os pés não se cruzam nem interferem entre si. Conforme aumenta a velocidade os pés tendem a convergir em direção ao centro da linha de balanço.Assim como há criminosos criando Pit Bulls para brigas e para amedrontar pedestres nas ruas, há também criadores sérios e éticos de APBT. Para piorar as coisas, os maus criadores muitas vezes deixam de treinar seus cães para não agredirem humanos, como os criadores do início do século passado faziam. Pelo contrário, treinam os cães para serem o mais violentos possíveis.
    O resultado é o preconceito indiscriminado, que faz autoridades banirem Pit Bulls das comunidades, e companhias de seguros cancelarem seguros se a casa tiver um Pit Bull.
    Na verdade, o Pit Bull é um cão inteligente, e muitos de seus exemplares são obedientes; são cães saudáveis que reclamam pouco e oferecem muito aos seus donos. Há até mesmo casos de cães que servem de guias para cegos e já são usados como cães de terapia em hospitais e clínicas para ajudarem crianças deficientes.Pit Bulls são bons animais de estimação, mas devem ser tratados com cuidado e respeito por quem decidir criá-los. Quando em público, sempre devem usar guia curta, focinheira, enforcador ou coleira resistente, sendo conduzidos por pessoas com força física suficiente para conter o animal no caso de euforia. Não são recomendados para quem nunca teve cães.
    Isso o que você está fazendo é discriminação de raça, se o cão fosse cidadão isso seria um crime. Assim como não podemos descriminar as pessoas por sua etnia, não devemos descriminar os animais.

    ResponderExcluir
  10. Não sei se Federação Cinológica Internacional e Fédération Cynologique Internacionale é a mesma coisa mas a raça é reconhecida e tem até campeonatos específicos na Fédération Cynologique Internacionale.

    ResponderExcluir
  11. sinto muito mas a frase: "O cachorro é a imagem de seu dono" infelimente não é verdadeira. infelimente,pois conheço um casal que tem uma pitbul,eles sao muito traquilos passeam com a cahorra brincam com ela,porem ja vi este animal atacar uma criança que passou a distacia de tres metros do animal não estava nem olhando para o cao,do nada o bicho surtou,como se pode confiar nesse animal,você confia, eu nao !

    ResponderExcluir
  12. isso depende da educaçao que se dá pro cao.

    ResponderExcluir
  13. e omesmo problema que acontece com as crianças no brasil cada um da uma educaçao e olha como tem umas que tao matando e morredo mais que os pitt.

    ResponderExcluir
  14. Pesoal, não é a forma como se cria. Está na genética desses animais serem do jeito que são. Podem as vezes demonstrar serem dóceis,mas tornam-se agressivos do nada. Mesmo sem se sentirem ameaçados. Então é bom ter muito cuidado com esses dogs. Cria-los bem distantes de crianças principalmente.

    ResponderExcluir
  15. Pesoal, não é a forma como se cria. Está na genética desses animais serem do jeito que são. Podem as vezes demonstrar serem dóceis,mas tornam-se agressivos do nada. Mesmo sem se sentirem ameaçados. Então é bom ter muito cuidado com esses dogs. Cria-los bem distantes de crianças principalmente.

    ResponderExcluir
  16. O Dono faz Educaçao do seu Cachorro neao tem essa de bani o Cao por causa da sua raça,eu tenho um e é extremamente docil a grande parte ja tem preconceito com ele por sua historias. Se começa a bani caes tem que começa a banir seres Humanos tbm

    ResponderExcluir
  17. NA MINHA OPINIÃO ESTES CACHORROS NAO DEVERIAM SUMIR DO MAPA COMO MUITOS PAISES QUEREM FAZER, PORQ ELES SÃO MARAVILHOSOS E FORTES, AGORA A MANEIRA DE MANUSEIA-LO QUE NAO BATE COM O TIPO DE ANIMAL QUE ELE É,

    ResponderExcluir
  18. não sei porque tanta descriminação com a raça pitt bull, já tive duas hoje tenho só uma porque a outra morreu,mas sinto muita falta dela
    mesmo assim a que tenho e um amor acompanha-me para todo lado,obediente e carinhosa,se lhe peço um beijo ela não nega,agora todo animal tem que ser tratado com carinho.
    vc.já observou quanto o homem esta matando por qualquer coisa,então conheça um pitt bull de verdade ele não mata ninguém .

    ResponderExcluir
  19. seja carinhoso com esta raça, ela é amorosa inteligente e carinhosa,meu pitt bull é mais amigo que meu próprio semelhante.

    ResponderExcluir