Os animais mais perigosos do Brasil – Parte um

By | quinta-feira, janeiro 05, 2012 Deixe um comentário


O Brasil é um país que apresenta um fauna muito diversificado por apresentar dimensões continentais, e existem animais que são muito perigosos, e que é importante conhecermos para evitar acidentes com os mesmos. Estes animais estão espalhados pelo mais diversos cantos do Brasil e alguns deles já podem ter entrado em sua casa, outros estão restritos a rios ou ao habitat dele, mas uma coisa é certa mais cedo ou mais tarde você irar se deparar com um deles e para começar descreverei um réptil e um peixe.

1 . A JARARACA:
Essa cobra é responsável por nada menos que 80% de todos os acidentes com cobras no Brasil, esse réptil é muito conhecido em todo país e por ser uma das cobras mais venosas daqui e por isso o povo resolveu denominar as pessoas ruins de jararaca. A jararaca pode alcançar mais de 1 m de comprimento. Ocorre desde o Rio Grande do Sul até o sul da Bahia e leste de Mato Grosso. Vive em campos, bosques e sobretudo campos cultivados, onde existe grande número de roedores, que constituem sua alimentação. 
O veneno da jararaca pode provocar lesões no local da picada, tais como hemorragia e necrose que podem levar, em casos mais graves, a amputações dos membros afetados, por isso é importante em caso de acidente não fazer torniquete e não tentar sugar o veneno. O correto é movimentar o minimo possível e pedir ajuda , pois o soro antiofídico presente no posto de saúde é o único tratamento.

2. CANDIRU:
Na amazônia existe um peixe muito temido pelos nativos que recebe a alcunha de peixe vampiro por alimentar-se do sangue de outros peixes. O candiru é um peixe de água doce que pertence ao grupo comumente chamado de peixe-gato, ele é encontrado no Rio Amazonas, sua espécie cresce em até seis polegadas e tem a forma de enguia, tornando-o quase invisível na água. O candiru é um parasita. Ele nada até as cavidades das guelras dos peixes e se aloja lá, se alimentando de sangue nas guelras, recebendo assim o apelido de “peixe-vampiro”. Se por acaso você se aventurar por um rio do Amazonas muito cuidado com esse peixe! Para os desavisados que gostam de tomar banho nu ou urinar no rio O peixinho em formato de um guarda-chuvas é atraído pelo fluxo da urina nadando em sentido contrário e penetrado no pênis ou na vagina e instalando-se na uretra e não tem como voltar da mesma maneira que entrou. Segundo alguns estudiosos, ele se alimenta do sangue e tecido do agente hospedeiro e só pode ser retirado por meio de cirurgia.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial